vai passar.


“Vai Passar”, sem dúvidas é a frase que mais ouço nos últimos — o que? – 15 meses? Já perdi a conta do tempo. já perdi as contas de quantas vezes vejo, ouço, repito: "Vai Passar". ontem mesmo, li essa frase meio esgarranchada escrita à mão na sacolinha de papel que chegou com o delivery. já hoje, vi as duas palavras bem grandes estampadas num outdoor. no meio da rua. numa propaganda de motel.


“Vai Passar”, frase que tantas vezes escutei minha mãe repetindo. ou enquanto ela bordava cantarolando aquele samba do Chico que ela adora, ou outras tantas vezes só pra me consolar numa dessas situações que, mesmo quando pequenas, fazem nublar a rotina e o coração da gente, sabe?


“Vai Passar”, sentimento que aprendi no exato momento que entendi o quanto uma câmera fotográfica pode ser, na nossa mão, uma máquina do tempo. cada segundo é um só, sabemos. seus acontecimentos também. e também as pessoas neles. e junto, o que elas nos fazem sentir. tudo. tudo passa e não volta mais. mais nunca. a menos que você tenha feito uma foto. daí tudo pode voltar. tipo mágica. e ficar, já viu? por todo o tempo do mundo até que a memória aguente lembrar. quantas e quantas vezes enquanto os olhos puderem ver.


“Vai Passar”, sabia? e vai mesmo. tudo.

mas tira uma foto antes, viu?

não esquece.